Seu navegador não suporta javascript!

Notícia

Home > Notícias > Notícia

20 de novembro de 2020

Boletim de Logística: projetos de infraestrutura podem gerar R$ 1 bi de economia em fretes

A edição deste mês do Boletim de Logística do Observatório Nacional de Transporte e Logística (ONTL) da EPL, publicada nesta sexta-feiira (20), mostra como o aumento da eficiência logística contribui para a redução do Custo Brasil na Cadeia Produtiva. A publicação estima que as melhorias nas condições da BR-163 e a renovação do contrato ferroviário da Malha Paulista, aumentarão a eficiência do escoamento da produção agrícola para os portos do Arco Norte e para o Porto de Santos (SP), gerando economia de mais de R$ 1,2 bilhão por ano com a redução de fretes.

A nova edição do Boletim se dedica à análise do Custo Brasil e os modos de transporte mais atingidos. Segundo o levantamento, ele é maior no transporte rodoviário, principal componente da matriz de transportes brasileira. Atualmente, cerca de 60% do total de carga transita por meio de rodovias. 

A BR-163, entre os estados do Mato Grosso e Pará, era considerada uma das piores rodovias do país. Principalmente durante o período de chuvas, os caminhões não conseguiam atingir os pontos de transferência de carga no prazo necessário. A EPL estima que no ano de 2018 as perdas associadas às más condições chegaram a R$580 milhões. 

Com a finalização da pavimentação, análises prévias da EPL mostram uma redução de aproximadamente 13% nos custos operacionais diretos. O frete médio de Sinop (MT) a Miritituba (PA), que antes custava cerca de R$ 204/t, passou a custar cerca de R$ 178/t.

Além da infraestrutura inadequada, a carga tributária também contribui para esse cenário segundo aponta pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Transportes (CNT). O Boletim aponta que o Custo Brasil leva a um desembolso de R$ 1,5 trilhão por ano pelas empresas. O boletim cita outras iniciativas do governo que podem levar à redução do Custo Brasil na Cadeia Produtiva, como renovações ferroviárias, o programa BR do Mar e o programa Voo Simples. 

O boletim ressalta ainda que o fomento da pesquisa no setor, promovidas no Plano Nacional de Logística e pelo Observatório Nacional de Transporte e Logística, também impacta na redução do custo por identificar gargalos e propor medidas para destravar as rotas com base no custo logístico. 

Iniciativas - O Boletim de Logística também traz o rol das medidas que estão sendo implementadas pelo Governo, como com a desburocratização e simplificação de documentos e novas concessões. Entre os destaques estão os projetos BR do Mar, para a cabotagem marítima, e Voo Simples, para o setor aéreo, ambos do Ministério da Infraestrutura.

O projeto BR do Mar é uma iniciativa que tem como objetivo incentivar a cabotagem no país, por meio do aumento de oferta, incentivo à concorrência, redução de custos envolvidos e expansão de rotas. Estimativas da EPL apontam que o projeto pode levar a uma redução de mais de 16% no frete da cabotagem. 

Já o programa Voo Simples pretende desburocratizar a aviação no país e melhorar as condições de operação para as pequenas companhias aéreas. O Programa prevê mais de 50 itens para desburocratizar o setor.


Para ler o material completo, acesse: https://www.ontl.epl.gov.br/publicacoes