Seu navegador não suporta javascript!

Notícia

Home > Notícias > Notícia

16 de novembro de 2020

Arrendamentos de terminais portuários estruturados pela EPL têm contratos assinados

Nesta segunda-feira (16), o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, participou da assinatura dos contratos para o arrendamento dos terminais STS 14 e STS 14A, localizados no Porto de Santos, no litoral de São Paulo, e destinados à movimentação de celulose. Os estudos que resultaram no leilão, ocorrido em agosto, foram realizados pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL).

O terminal STS 14 foi arrematado pelo consórcio Eldorado, que ofereceu R$ 250 milhões de outorga como direito para explorar a área por 25 anos. Já os direitos de exploração para o terminal STS14A, foram arrematados pela Bracell SP, que ofereceu R$ 255 milhões em valor de outorga.

Em 2019, a produção brasileira de celulose atingiu 19,6 milhões de toneladas. O produto possui a maior taxa de crescimento anual de exportações no Porto de Santos.

Durante a assinatura do contrato, Freitas ressaltou a confiança dos investidores no país.

"Temos que celebrar a assinatura destes dois contratos. São frutos de um leilão feito em agosto, que foi o primeiro leilão feito após o início da pandemia. O que estamos celebrando é a confiança no Brasil. Nós temos que confiar e acreditar em nosso país", disse.

Próximos leilões

A EPL também foi responsável pelos estudos para o arrendamento de quatro terminais, localizados em três estados: PAR12, em Paranaguá (PR), MAC 10, em Maceió (AL), e ATU12 e ATU18, em Aratu (BA). Os leilões estão marcados para 18 de dezembro na B3, em São Paulo. A estimativa é de que os terminais resultem em investimentos de mais de R$ 380 milhões.

Galeria

  • Arrendamentos de terminais portuários estruturados pela EPL têm contratos assinados